Toxina Botulínica

A aplicação da toxina botulínica é hoje o procedimento não cirúrgico mais realizado no mundo. Ela é indicada para o tratamento das “rugas de expressão”, que são as rugas que se formam com a movimentação da face, quando falamos ou sorrimos ( rugas da testa, entre as sobrancelhas e ao redor dos olhos).

A toxina age diminuindo a contração muscular, e, com a paralisação dos músculos responsáveis pela formação das rugas, estas são visivelmente apagadas. Os locais de aplicação mais comuns são: nas rugas da glabela (entre as sobrancelhas), na fronte ( linhas horizontais na  testa), periocular (“pés de galinha”) e peri-oral (o famoso “código de barras”, muito comum em tabagistas) .

No pescoço, é aplicado no músculo platisma, melhorando rugas e também ajudando a definir o contorno facial. Além disso, a toxina botulínica também pode ser utilizada para o tratamento do sorriso gengival, “Bunny Lines” (rugas nas laterais do nariz) e para afinamento do rosto e tratamento do bruxismo quando aplicado no músculo masseter. No mento (queixo), pode ser usada para tratar o aspecto de celulite causada pela contração desse músculo.

A toxina botulínica também é muito utilizada para o tratamento da HIPERIDROSE AXILAR: produção excessiva de suor nas axilas. Pode haver melhora da bromidrose (cheiro ruim), que muitas vezes acompanha a hiperidrose. A duração é, em geral, de 6 a 8 meses, dependendo do organismo e da quantidade injetada.